© Dj Feders

BIOGRAFIA

Feders, que sempre marcou uma presença regular na noite, apresenta-se hoje com uma postura mais consolidada, reforçada pelas referências que foi angariando ao longo da sua vida artística, na noite, em festas, ou até por puro entretenimento pessoal.

Portador de um estilo próprio, que abarca um vasto número de géneros dentro da música de dança, Feders apresenta uma enorme e jubilante capacidade de adaptação bem como uma presença especial nas atuações ao vivo, tanto de comunicação de - e com - o público, como numa leitura contínua das sua emoções, onde prevalece a sua leitura de pista e a sua determinação em compreendê-la e conquistá-la.  

Funde diferentes constelações da música eletrónica, apresentando memoráveis viagens com contagiosas melodias, ritmos desacerbados, grandes malhas do momento  até um qualquer clássico, oferendo intencionalmente uma experiência completa e divertida, onde os momentos inesquecíveis nascem, e onde a música cria histórias e memórias.

Desde muito cedo que Pedro Rodrigues assumiu o seu alter ego artístico no seu círculo de amigos, sendo, ainda hoje, conhecido e reconhecido como DJ Feders.

A sua paixão pela música começou cedo e veio a concretizar-se em 1998 intensificando-se a partir de 2004, quando se juntou ao colega tavirense DJ Tiago Filipe. Ambos foram responsáveis pela criação e instituição de uma “pequena revolução radiofónica” em que a música de dança passou a ser um palco principal, um lugar privilegiado para este estilo músical, criando o programa “House Evolution”, transmitido na Rádio Horizonte Algarve, de segunda a sexta-feira, durante vários anos. Depressa se tornaram residentes no mítico programa “Dance Connection”, com DJ sets todos os sábados. Envolvido na rádio, Dj Feders tocou mais de 1000 horas de dance music e marcou presença assídua noutros programas igualmente memoráveis como o “Noites Súbitas”, “Real MusiKa” ou o projeto “ConnectOn”.

Em alternativa, Tiago Filipe e Feders criaram o conceito “Under The Ocean” para performances ao vivo tornando-se este o grande impulso para a dupla. Os convites dos bares, discotecas e festivais mais reconhecidos da região surgiram e repetiram-se, fazendo valer todo o trabalho desenvolvido até ali e criando pontes para um mundo de reconhecimento, tendo, inclusive, partilhado cabines com muitos dos melhores dj’s nacionais.

“Sou um amante do vinil, mas também reconheço que cresci com o digital. Adoro saber utilizar várias formas de dar forma à música e, acima de tudo, gosto de cumprir com aquilo que, para mim, é a principal missão de um DJ: proporcionar à pista uma viagem agradável, divertida, com princípio, meio e fim, sem extremos.

A música é, ao fim ao cabo, um meio de comunicação, de expressão e de sublimação, onde dou um pouco de mim em troca de uma reação do público. Quero quebrar tradições, impondo o meu estilo estabelecendo vínculos com o público través da minha música.

DJ Feders